AS TARRAFES DO RIO CACHEU Cacheu_rio1

base: São Domingos ou Cacheu
com: carro / barco
duração: 1 dia ou mais
período: nov - jun
atenção nos passeios de canoa ou a pé


O maior mangal na África Ocidental, onde se encontra com a vida humana harmoniosamente inserida no ecossistema. Capacidade de ver animais aquáticos e aves migratórias.

O Parque natural
Cacheu rio aereo

O rio Cacheu encontra-se no norte do país, perto da fronteira com o Senegal. O rio tem 150 km de extensão, em grande parte é navegável e o seu caudal aumenta drasticamente durante a estação chuvosa.
O seu estuário é fascinante.
A grande extensão do sistema de mangais fez com que esta área se tenha tornado no Parque Natural dos Tarrafes do Rio Cacheu.
Apesar de ser uma área muito interessante, não é muito frequentada por turistas. No entanto, é um porto seguro para muitos animais como crocodilos, hipopótamos, golfinhos, peixes-boi, gazelas pintadas, macacos verdes e local de acolhimento periódico de aves migratórias.

Visitar a natureza e as pessoas

Água e Mangais
É o que se encontra primeiro e acompanha todas as excursões possíveis.
O verde dos mangues e o azul do rio, entrelaçados em mil diferentes combinações, onde por vezes a água tem grandes espelhos entre praias distantes, outras vezes forma meandros sinuosos e ainda outras vezes em que a vegetação cobre completamente os braços secundários do rio formando túneis de mangal.

Pessoas que vivem no Rio
Viajando ao longo do rio numa canoa, você vai encontrar muitas outras canoas com pessoas que usam o rio como meio de comunicação. Você vai encontrar mulheres que remam cantando, canoas competindo umas com as outras, canoas ancorados ao lado de cabanas ao longo do rio, aldeias lacustres inteiras que vivem em simbiose com a água.

Aves Migratórias
Há uma infinidade de aves.
As aves residentes e migratórias são mais facilmente vistas na parte da manhã e à noite, e em quantidades maiores nos momentos de seu passo durante a migração.
Mas, mesmo durante o dia e nas horas mais quentes, você vai sempre ver as aves em voo ou poisadas na água ou sobre as raízes dos mangais.

Outros animais
Ainda mais interessante, mas menos fáceis de identificar porque eles saem com menos frequência e quase exclusivamente quando está escuro, são os animais aquáticos que habitam no rio.
Os hipopótamos de água salgada não existem somente na ilha de Orango, mas às vezes também se podem ver aqui.
Também se podem ver crocodilos, golfinhos, peixes-boi. Pode-se ainda encontrar gazelas e macacos apesar de estarem mais escondidos no interior da floresta.

Um banho no rio
O rio entra na terra com inúmeros braços rodeados por mangais, que emergem da água na maré alta enquanto na maré baixa emergem do fundo lamacento do rio. No entanto, existem bancos ou ilhotas de areia, que se alcançam a pé, onde se pode tomar um banho agradável.
Crocodilos e outros animais aquáticos costumam esconder-se quando pressentem a presença de seres humanos, mas é sempre bom ter cuidado.

Sugestão de excursões
Não há indicações para chegar aos locais propostos por isso é necessário ser acompanhados por guias que saberão indicar as excursões mais sensíveis às vossas expectativas e dar indicações sobre os eventos interessantes que se realizarão no momento da vossa visita.
Estes são alguns dos lugares que sugerimos para visitar, começando com São Domingos, todos no Parque Norte do Rio Cacheu.
Os passeios de barco também são possíveis a partir de Cacheu.
Podem ver no mapa onde estão os lugares que vos propomos. Faça o download do mapa do parque.

>> O Rio e os mangais perto de São Domingos
Um passeio de meio-dia partindo de Beguinge (pouco antes de São Domingos vindo de Bissau) onde começa um caminho entre os ramos de mangue do rio e bancos de areia. Muito bela è a praia de N'onkie.

>> Élia
É uma pequena aldeia rodeada por água, caracterizada pelas suas cabanas de dois andares.
Pode ser uma etapa intermédia para chegar a Jobel.

>> Jobel, a aldeia lacustre
É uma aldeia na água, no extremo oeste do parque, que as pessoas locais consideram como uma pequena Veneza, onde em vez das gôndolas usam-se canoas.
Pode ser alcançada em canoa partindo de São Domingos ou Cacheu (é necessário um dia para ir, visitar e voltar) ou pode ser alcançada mais rapidamente por via terrestre (apenas meio dia). Passando por Élia a pé (caminho entre pântanos) ou em canoa chega-se a Jobel.

>> Arame
Continuando para além de Jobel chega-se à aldeia de Arame, onde no rio pode-se ver passar os hipopótamos no final da tarde.
Visita que pode ser combinada com Élia e Jobel.

>> Botch
Fora do parque, a oeste na direção de Suzana, encontra-se a aldeia de Botch, conhecida pelo seu viveiro de ostras de diferentes espécies. É o único lugar na Guiné-Bissau (e talvez do mundo), em que estas espécies são cultivadas.
Viagem de meio-dia de carro.

>> Poilão de leão
Localizada no extremo oeste do parque, esta aldeia é acessível por terra ou por mar a partir de São Domingos ou também por mar partindo de Cacheu. Nesta área é possível ver passar elefantes e hipopótamos.
Os habitantes de Poilão de Leão vêm da área de Mato Cobiana do Sagrado, localizada na parte sul do Parque. Atravessando o rio Cacheu numa canoa pode-se chegar às aldeias Benia, Balimbom, Caame e Peche, onde se pode visitar os santuários e assistir eventualmente a cerimónias sagradas. Para mais informações consulte a página PARQUE DE CACHEU – parte Sul.

>> Lumos: feiras de artesanato local
Se se dispõe de um pouco mais de tempo, pode ser interessante visitar as feiras chamadas Lumos, onde se pode encontrar produtos de artesanato local.
As mais conhecidas são em São Domingos e Elias, em dias dependentes Calendário Felupe (etnia local), ou então a feira de Ingoré (46 km a leste) normalmente realizada à quarta-feira.

Como chegar e onde ficar durante a noite
Cacheu e São Domingos tem ambas conexão com Bissau (servida com transporte regular) através de estradas asfaltadas. No entanto, recomenda-se de ir a estas localidades com o próprio carro para facilitar as deslocações aos lugares de visita.
Em São Domingos encontram-se um par de bons hotéis, cujos gestores também podem organizar visitas ao Rio.
Em Cacheu os hotéis existentes estão atualmente em restauração.
Para o almoço não há problemas em nenhuma das duas cidades.

PARA RESERVAR: ligar ou escrever ao endereço indicado na página CONTACTOS