OS BALAFONES DE TABATÓ tabato

base: Bafatá
com carro
duração: um dia
período: todo o ano


Pequena aldeia perto de Bafatá onde os moradores costumam construir e tocar instrumentos tradicionais da cultura mandinga.

É uma oportunidade de passar um dia no coração da Guiné-Bissau, num ambiente ainda ligado aos costumes tradicionais, uma tabanca simples, sem as conveniências da cidade (não há, por exemplo, casa de banho) e onde poder-se-á compartilhar um almoço tradicional. Para aqueles que não querem renunciar ao conforto, a visita pode ser realizada apenas na parte da manhã ou na tarde, excluindo o almoço.

PROGRAMA DA VISITA
10.30 Chegada hóspedes
10.30-11.00 Breve visita da tabanca e explicação da história e dos hábitos dos Djudius
11.00-12.00 Espectáculo de música e dança mandinga
12.00-13.30 Escola de música e dança mandinga
13.30-15.00 Almoço
15.00-16.00 Demonstração de como se construem o balafon e o corá
16.00 Despedidas dos turistas

A CULTURA DE TABATÓ
A vila de Tabató está situada aproximadamente a 10 km da cidade de Bafatá. Caracterizada fundamentalmente pela predominância da tribo Mandinga, oriunda do Reino Tumbucuto em Malí, a aldeia foi fundada de anciões que trouxeram os instrumentos musicais tradicionais da terra deles como o BALAFON (foto em alto) e o CORÁ (foto aqui à direita).Hoje, a nível nacional, Tabató é a única tabanca habitada completamente pelos “djidius” de Balafon, Corá, djimbé que são confeccionados localmente de acordo com as técnicas transmitidas pelos anciões. Muito conhecida a nível nacional, a fama de Tabató esparramou-se em muitos países como o Canadá e o Portugal, onde os anciões conseguiram abrir escolas de Balafon para transmitir as suas habilidades.Em um mais amplo projecto de exploração turística dos recursos naturais e culturais da Guiné-Bissau, esta aldeia representa um exemplo que em um futuro muitos outros poderia seguir. Já de diversos anos, Tabató recebe ocasionalmente a visita de pequenos grupos de turistas que, desejando para saber melhor sobre a cultura local, escolhem ir para a descoberta da África tradicional e mais autêntica.
Os habitantes desta vila são habituados para dar boas-vindas aos hóspedes organizando um pequeno espetáculo de dança e música tradicional.

Onde passar a noite nas proximidades
Uma possibilidade é um hotel em Bafatá, onde aproveitar para uma visita à cidade.
Ou pode-se viajar pouco mais ao sul até Saltinho, onde está um restaurante - hotel, com vista para as corredeiras do Rio Corubal (ver detalhes).

PARA RESERVAR: ligar ou escrever ao endereço indicado na página CONTACTOS