FLORESTAS


A FLORESTA EM GUINÉ-BISSAU: NATUREZA E TRADIÇÃO
Poilao

As florestas da Guiné-Bissau são uma riqueza de flora, fauna e tradição.
Existem ainda as florestas que são chamados “floresta primária“, ou seja, nunca cortadas pelo homem. A floresta primária distingue-se pela característica única de ter todas as árvores altas. Uma floresta renascida depois de ter sido cortada chama-se em vez “floresta secundária“: ali, ao lado das espécies de plantas existentes, surgem novas espécies com o tronco mais baixo e também arbustos, cujas sementes são transportadas por animais terrestres, por aves e pelos mesmos homens.
Mas mesmo a floresta secundária nos parques da Guiné-Bissau é pouco comprometida e contaminada pela actividade humana: na verdade os animais não estão habituados à presença humana e, principalmente, vivem longe de assentamentos das aldeias.
Assim é menos fácil encontrar animais selvagens aqui que nos grandes parques da África Oriental, onde os animais vivem “quase” manso. Mas os que você tem a oportunidade de conhecer aqui são animais “realmente selvagens”.

Os dois parques onde podem-se visitar as florestas são aquele de Cacheu no norte e aquele de Cantanhez no sul.
São parques com características diferentes um do outro: em Cacheu é predominante o interesse cultural e tradicional, em Cantanhez aquele naturalista.

Lautchande09FlORESTA DE CANTANHEZ
A floresta de Cantanhez é a mais grande do país e tem uma notável variedade de flora e de fauna.
Está localizada na região de Tombali, na parte sul da Guiné-Bissau, e inclui muitos tipos de plantas.
Em áreas secas, há várias espécies de palmeiras e muitas outras árvores. A grande área de superfície é composta de floresta húmida, onde se misturam-se as águas doces e as salgadas, criando uma rica vegetação de mangal.
Também é muito variada a fauna, que tem mais de uma centena de espécies de animais, incluindo mamíferos, aves e peixes. Presença significativa de búfalos, chimpanzés, macacos, javalis negros javalis vermelhos.
A área de Cantanhez tem um elevado valor ambiental, sendo a última floresta primitiva restante ainda intocada pelo homem. Também por esta razão é um corredor preferencial para a passagem das grandes migrações, incluindo o de elefantes.

FLORESTA DE CACHEU – O Mato Sagrado
Cerca de metade desta área é composta de manguezais e bancos de areia que formam o estuário do Rio Cacheu, uma área de extrema importância para a reprodução das espécies de peixes, répteis, moluscos e crustáceos.
Nos bancos de areia encontra-se uma alta densidade de aves aquáticas migratórias, tais como flamingos, pelicanos e gaze; répteis como o crocodilo do Nilo e mamíferos como o hipopótamo de água salgada e os golfinhos.
A parte restante do parque é composta por uma floresta menos húmida do que o de Cantanhez e predominantemente do tipo secundário, que é objecto de amplas intervenções humanas e desmatamento para o cultivo.
A fauna dessa parte é composta principalmente de gazelas, mas também é possível ver macacos, leopardos e hienas.
A característica mais interessante desta floresta é para ser “MATO SAGRADO”, que é uma área de floresta sagrada para a cultura animista. O centro é o conjunto de aldeias Cobiana, que atraem muitos visitantes que vão lá para acompanhar os rituais com os espíritos da área.
Outra coisa interessante é as cabanas de dois andares na aldeia de Elia
.

Como chegar e onde ficar em Cacheu e Cantanhez
Cacheu é de cerca de uma hora e meia de Bissau, ligado por um caminho de menos de 100 km completamente alcatroado.
Pontos de partida pode ser o mesmo Cacheu ou até Canchungo (30 km antes de Cacheu). É aconselhável, em qualquer caso passar pela sede do Parque em Cacheu para obter informações mais detalhadas.
Existem hotel simples em Canchungo e alguns bungalows em Cacheu, em uma bela posição com vista para o canal.
Cantanhez é mais distante, cerca de 250 km, dos quais cerca de 60 são de terra batida e os últimos 25 quilómetros muito irregulares. O tempo de viagem é calculado em 5 a 6 horas.
Você pode chegar em Cantanhez por mar com barcos privados, entrando em Catesse, cerca de 20 km do centro do parque. Esta rota também é a única viável na época das chuvas.
A Cantanhez existem duas estruturas de alojamento simples, mas boas: o centro do parque em Jemberém e Faro Sadjuma (20 km antes chegando de Bissau).

Visitas mais interessantes
- no Parque Cacheu o Mato Sagrado e a floresta de Cobiana,
- em Cantanhez há diferentes caminhos nas florestas do parque, rastreamento de chimpanzé e a vizinha ilha de Melo.

Ver mais descrições detalhada nos painéis da coluna da direita.

Mais visitas e itinerários personalizados podem-se organizar ligando ou escrevendo ao endereço indicado na página CONTACTOS.

Guiné-Bissau turismo Rede Ecoturismo
Algumas visitas propostas:
PARQUE DE CACHEU – parte Sul
camaleonte

base: Canchungo ou Cacheu
com: carro / barco
duração: 1 dia ou mais
período: novjun
atenção nos passeios de canoa ou a pé

Maravilhoso parque com incrível natureza (animais, aves, plantas ...) tabancas da África tradicional, Mato sagrado …

A FLORESTA DE CANTANHEZ
Cantanhez

Zona: extremo sul
com: carro
duração: ao menos 2 dias
período: nov - jun
atenção no caminho em floresta

A floresta mais grande do país, com uma grande porção nunca cortada pelo homem, com animais selvagens, braços de mar e praias, historia e cultura tradicional.

ITINERÁRIO NAS FLORESTAS
Poilao_Cabral2

Duração: 1 semana
período: nov-jun

Visite os parques de Cacheu e Cantanhez, com árvores enormes, trechos de mar ou de água doce, praias, pássaros, macacos, animais marinhos e cultura tradicional. (mais detalhes em Italiano)

OS TURISTAS FALAM DAS FLORESTAS
diario-foresta

Comentários enviados por turistas tendo visitado as florestas.

Entre aqueles que temos recebido, foram escolhidos os que nos pareceram mais interessantes para informar os que querem visitar este ambiente.